terça-feira, 31 de agosto de 2010

Família, meu maior patrimônio


Blog família, meu maior patrimônio!




Leia até o fim e tente não chorar. Essa mensagem me vez repensar muitas coisas na minha vida e Justificarno meu casamento.

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.
De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.
Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.
Ela tomou o papel da mina mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.
No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.
Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.
Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus examos no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.
Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.
Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.
Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.
No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.
No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.
No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.
Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.
A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.
Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.
Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".
Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".
Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.
A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.
Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".
Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.
Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!
Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.
Mas se escolher enviar para alguém, talvez salve um casamento.
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A importância que a bíblia dar a vida saudável!


Boa tarde amigos! Vou publicar nesses dias algumas pesquisas de livros e internet sobre cuidados que devemos ter com os alimentos, o que colocamos no nosso cardápio, não sou nutricionista mas sim, uma curiosa sobre nutrição, vejo em nossos dias tantas pessoas com excesso de peso e tão mal nutridas e tantas doenças degenerativas e cardíacas que já pensei em ser vegetariana!rsrsrs, mas não vamos exagerar, não é! Mas falando sério, tenho tantos amigos e parentes doentes com diabetes e hipertensão, que já perdir à conta, e casos de câncer, muitos... Então resolvir melhorar minha alimentação essa semana, já como frutas e legumes mas pretendo comê-los todos os dias e cada vez mais, colocando nas refeições principais e evitando os doces e açucares refinados, farinhas refinadas, estive lendo são venenos que consumimos e nem percebemos, li em alguns sites vegetarianos fiquei meio na dúvida, por que eles exageram um pouquinho, rsrsrs, ai fico pensando o que come? Não dar para comer vento, e viver dos raios solares, kkkkk, não sou planta, mas temos que pensa nos nossos filhos e netos, quero ver meus netos se assim Deus permitir e tenho que cuidar do meu corpo, da pochete no meu abdomen, que ainda não é uma calamidade mas está saliente, hehehe! E orientar também meus filhos, esposo, futuros netos, amigos e principalmente além de cuidar da alimentação preservar o planeta Terra.
Hoje estive no supermercado e vi alguns produtos, muito caros por sinal a quinoa, caríssima, mas sinceramente, às vezes gastamos muito mais com pizzas e sobremesas. Que tal uma comida japonesa, no extra, quem nunca comeu vai com fé que é uma delícia! Eu amo comida japonesa! Tem as frutas e os legumes, o leite de soja com sabor baunilha, a farinha integral, um belo arroz com cenoura ralada refogada com um queijo tipo ricota ralado no final, com orégano fica, fica muito bom, estou tentando comer o arroz integral, mas ainda não aprendi a comê-lo, um dia consigo. Sim, vou falar dos queijos isso é muito importante! Tente comer sempre queijos brancos! Deixei anteriormente algumas dicas sobre o mel, tome uma colher uma vez por dia e der a seus filho, também!

Devemos cuidar do espírito e também do nosso corpo!



O mel é um alimento energético de alta qualidade. A ingestão de mel permite uma alimentação imediata e intensiva de todo o sistema muscular, especialmente os músculos do coração, através da glicose invertida.

Por outro lado, a frutose, o açúcar das frutas, existente em grande quantidade no mel, é armazenado no fígado na forma de glicogênio para ser utilizada quando o organismo precisar. Por isso é uma fonte energética muito importante para os atletas e para os idosos.

O mel possui a maioria dos elementos minerais essenciais para o organismo humano, especialmente os oligo-minerais ( ex. selênio, manganês, zinco, cromo, alumínio). Estes oligo-minerais tem um papel semelhante às velas de ignição de um carro, no processo químico da vida.

As suas propriedades anti-sépticas provêm da presença de ácidos orgânicos, por exemplo, o ácido fórmico e principalmente da peroxidase, formada a partir da glico-oxidase. Por ação da peroxidase, forma-se oxigênio nascente que impede o desenvolvimento de bactérias e bacilos.

Pela ação desta enzima e pela sua grande osmoralidade, o mel com baixa umidade está sempre isento de bactérias.

O mel protege o fígado, promovendo a regeneração de suas células e prevenindo a formação do fígado gorduroso (cirrose hepática).
O mel tem propriedades de laxante suave e é muito eficaz no tratamento das doenças respiratórias.

Uma administração regular de mel, ajuda a prolongar e dar uma melhor qualidade de vida aos idosos

O mel não deve ser aquecido acima de 40o C, para não destruir suas enzimas. Quando se desejar descristalizá-lo, deve-se colocá-lo em Banho Maria à 40°C (calor suportável quando se põe a mão dentro da água) e descristalizá-lo lentamente.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Tá na Bíblia!

"Entrem pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.”
(Mateus 7:13-14)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Devemos cuidar do nosso planeta!

Blog do Hermes C. Fernandes.
De acordo com a opinião do físico Stephen Hawking, só haveria uma maneira de evitarmos a extinção da humanidade: abandonar a Terra nos próximos 100 anos.

"Eu vejo grandes perigos para a raça humana." A solução, segundo ele, é abandonar o planeta e se espalhar pelo espaço.

Em entrevista ao site "Big Think", Hawking, que ocupa a cátedra antes ocupada por Einstein, disse que existem muitas ameaças atualmente: guerras, a exploração excessiva dos recursos naturais e a quantidade exagerada de gente vivendo no planeta.

Além disso, ele aponta outro risco:"Se alienígenas nos visitassem agora, o resultado seria muito parecido com o que aconteceu quando Colombo chegou à América: não foi nada bom para os povos nativos".

"Esses alienígenas avançados talvez sejam nômades, procurando conquistar e colonizar quaisquer planetas que eles consigam alcançar."

Apesar destes prognósticos aterrorizantes, ele se diz otimista: "Fizemos muito progresso nos últimos cem anos. Se quisermos ir além dos próximos cem, o futuro é o espaço."

O problema são as distâncias: a estrela mais próxima da Terra, depois do Sol, está a mais de quatro anos-luz (espaçonaves atuais levariam 50 mil anos para chegar lá).

Hawking é preciso no diagnóstico, mas não o é no prognóstico. Como cristãos, cremos na providência divina, e na responsabilidade da igreja em conscientizar a humanidade quanto aos cuidados devidos à criação. É possível reverter o quadro caótico em que nosso planeta se encontra.
Alguns cristãos poderão simplesmente dizer: Não temos com que nos preocupar. Afinal, este planeta está destinado a acabar mesmo. Nosso destino são as moradas celestiais.
Apesar de respeitar tal posicionamento, confesso que ele me causa certo incômodo, que beira à indignação.
Basta um exame mais acurado das Escrituras para concluir que esta postura não recebe seu endosso.
Veja, por exemplo, o que diz o salmista:
"Os céus são os céus do Senhor; mas a terra a deu aos filhos dos homens" (Sl.115:16).
Este pequeno planeta do sistema solar foi confiado à raça humana e tem sido compartilhado com milhares de espécies animais e vegetais. Deus não o fez para a destruição. E por isso, vai requerer de nós os devidos cuidados para com ele e sua biodiversidade.
Engana-se quem pensa que Deus planeja riscá-lo do mapa cósmico. Em vez disso, a ira de Deus é destinada àqueles que "destroem a terra" (Faço questão que você verifique o texto: Ap.11:18). Em vez de cuidar, conservar e desenvolver com responsabilidade os recursos naturais, em nossa ânsia consumista, estamos destruindo a Terra. Consumimos mais recursos naturais do que a natureza é capaz de repôr.
Posso garantir, fiado na providência, que esta terra sobreviverá a todos os cataclismos que porventura a atingirem. O sábio Salomão é quem declara: "Uma geração vai, e outra geração vem, mas a terra permanece para sempre" (Ec.1:4).
Não é a terra que corre riscos de ser extinta, e sim a humanidade. Tornamo-nos numa espécie de praga apocalíptica. De nada adiantará mudarmos de planeta, se não mudarmos de atitude. Qualquer planeta que colonizarmos será igualmente depredado por nossa ganância. Por isso, concluo que não há porque temer uma invasão alienígena. Dificilmente uma civilização extraterrestre nos superaria neste quesito.
Os cataclismos nada mais são do que a reação enfurecida da natureza à gestão humana. No dizer de Paulo, são gemidos da criação submetida à nossa vaidade (Rm.8:20-22).
Deus que livre o Universo de ser colonizado pelo homem. Já não é suficiente o que estamos fazendo ao nosso próprio lar?
Só há uma maneira de se evitar o pior. O homem precisa converter-se ao Criador, e assim, amar e cuidar da criação. Somente a fé em um Deus Criador é capaz de resgatar a sacralidade de Sua obra. Quem ama o Criador, cuida da criação.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Política Nacional de atenção às Urgências.

Livro muito bom recomendo! Aos colegas e aos curiosos!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Um pouquinho de saúde, cuidar do físico é importante!




Como a Nutrição pode refletir-se na sua beleza?

Sabemos que a alimentação interfere diretamente em nossa saúde, já que fornece os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, permite uma boa resposta imunológica frente às doenças, permite disposição e concentração no trabalho. Da mesma forma reflete-se em nossa beleza. Somos um retrato do que comemos. Este artigo trata de alguns aspectos nutritivos envolvidos com a formação e manutenção de pele, unhas, cabelo e outros.

Cabelo e unhas
O consumo de proteínas (carnes magras, ovos, leite, soja) deficiente pode levar ao enfraquecimento de unhas e cabelos. Unhas esbranquiçadas e quebradiças podem ser indicadores de carência de cálcio, zinco e magnésio.


Boas fontes alimentares para suprir estes nutrientes são feijões, cereais integrais, brócolis, sementes de abóbora, frutos oleaginosos. A queda de cabelo pode ser melhorada com o consumo de alimentos ricos em ômega três e seis, presentes em peixes de água salgada, alimentos ricos em complexo B, como cereais, germe de trigo, frutos oleaginosos, além das carnes vermelhas.


Pele
A pele evidencia bastante a sua hidratação, para que ela fique com uma aparência saudável, mantenha-se bem hidratada, em geral precisamos beber, no mínimo, 2 litros de água por dia. Atenção com os alimentos ricos em sal, como produtos desidratados, embutidos, enlatados, pois podem aumentar a necessidade de consumo de água. Sem estes cuidados, sua pele poderá ter uma aparência desidratada, especialmente no verão, onde nossas perdas de líquidos aumentam.

A acne, mais comum na época da puberdade, pode ser diminuída ou mesmo evitada com a redução de frituras, que estão associadas a desequilíbrios hormonais. Dietas ricas em abacate, vitamina E, óleos vegetais de girassol e canola e castanhas, ajudam a combater a acne.

O aparecimento de rugas é uma questão de tempo, porém podemos prevenir ou retardar sua presença com hábitos saudáveis, como evitar grande exposição ao sol. No tocante a alimentação, devemos evitar frituras, em geral e gorduras saturadas, que são frequentes em alimentos de origem animal. Elas aumentam a oxidação das células, formando radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento. O consumo de alimentos ricos nas vitaminas antioxidantes A, C e E, pode ajudar a retardar este processo, são exemplos: verduras, legumes, frutas cítricas, espinafre, rúcula, abóbora, leite desnatado, ovos, iogurte.


Rachaduras nos pés e calcanhares
O aparecimento de rachaduras pode ser associado a uma proliferação de fungos elevada no organismo. Para combater estes efeitos é importante consumir alimentos ricos em biotina, como soja, fígado e ovo.

Celulite
Podemos prevenir seu aparecimento selecionando o tipo de gordura que consumimos, por exemplo, dar preferência ao óleo de girassol, canola e azeite. Controlar o consumo de sódio, comendo pouco sal, já que este mineral atua no mecanismo de controle de água do organismo e pode levar ao acúmulo de líquidos.

Vasinhos
O aparecimento de varizes e vasinhos pode indicar problemas na circulação sanguínea, invista no consumo de selênio e vitamina E, que ajudam a combater o LDL, colesterol ruim, consumindo castanhas, amêndoas, abacate e faça exercícios.

Estas são algumas orientações para manter-se bem, saudável e bonita.
Aproveite!


Profa. Márcia Pimentel